Por uma vida Loucamente Sã

Ela estava cansada. Cansada de viver uma vida tão ausente dos próprios desejos. Tão alheia a si, rodeada por tantos medos. Sentia-se carente, irritada, sem esperanças. Jogou seus braços para trás e, num suspiro, confessou:⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀


- Sabe o que eu queria, Nina? Eu queria "enlouquecer"... Pois assim poderia fazer o que eu realmente tenho vontade, sem me preocupar com o julgamento dos outros.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Essa frase ficou em mim, virou uma imagem. Virou ideia. Virou filosofia. Pensei o quanto a "loucura" dela era, na verdade, o encontro com a própria sanidade. Afinal, em um mundo onde o pessimismo, a raiva, o egoísmo, a violência e o medo são a norma, ousar levar uma vida com mais alma, arte, leveza, amor e compaixão é uma verdadeira "loucura"!⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Te convido a fazer um experimento imaginativo! Qual seria sua versão Loucamente Sã? Se "enlouquecesse", não no sentido psiquiátrico e sério do termo, mas sim na licença poética que o senso comum aborda o tema, o que você faria? Quais as cores, os poetas, os filmes, a playlist, as mudanças que sua "sanidade" pedem?⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A proposta te atrai? Que tal mandar esse post para aquela pessoa querida que se beneficiaria com doses criativas de "loucura"? Compartilha comigo algumas ideias? O "novo normal" continua doente, e eu tenho sede de vida!!


Vou compartilhar com vocês o meu experimento imaginativo:



Se eu "enlouquecesse"....⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Teria um atelier - consultório, faria rodas de conversa online, escreveria bilhetes motivacionais non sense e colaria no elevador.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Deixaria pequenos presentes espalhados pela cidade.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se eu enlouquecesse, usaria mais gliter, flores e roupas coloridas... mas também usaria uns terninhos pretos classudos quando a lua virasse.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se eu enlouquecesse organizaria meu trabalho de acordo com meu ciclo menstrual. Teria uma clínica com um doguinho co-terapeuta. Faria alguns atendimentos andando no parque ou na Avenida Paulista. Daria uma câmera na mão do paciente e pediria retratos do olhar da sua alma.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se eu enlouquecesse eu escreveria textos todos os dias. Faria a cozinha virar alquimia. Aprenderia com minhas amigas bruxas a sabedoria das ervas e com meus amigos acadêmicos como a vida se observa.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se eu enlouquecesse... ahhh...⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se eu enlouquecesse e conseguisse deixar de lado tantas caixinhas formatadas nos scripts sociais aprendidos ao longo de uma vida..⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

...... eu transformaria meu cotidiano em arte vivida.


E você?

2 visualizações0 comentário
CONTATO

Alameda Santos, 211 Conjunto 1308

Cerqueira César - São Paulo/SP

CEP 1419-000

contato@ninataboada.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© 2020. Nina Taboada. Todos os direitos reservados. Criado por Le Geek Creative Studio.